quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Registro

      
 A rotina de quem precisa atravessar o rio Potengi todas as manhãs começa com trânsito. Se não há como evitar o horário de pico - das 6h30 às 9h - o jeito é encarar a situação com fartas doses de  paciência e outras tantas de prudência. No final da tarde, o movimento inverso também requer atenção especial dos motoristas. Os gargalos do tráfego na entrada das duas pontes, Igapó e Forte-Redinha, principalmente nos dias úteis e sobretudo às segundas e sextas-feiras, revelam as consequências da falta crônica - e histórica - de um planejamento urbano capaz de absorver o aumento exponencial da frota de veículos, demanda potencializada pelo serviço insatisfatório do transporte público.
Foto: Emanuel Amaral
Fonte: tribunadonorte.com.br
Org. e Pesq.: Antonio Barboza

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Artista Nordestino

 Gilliard


Gilliard Cordeiro Marinho nasceu em Natal, no Rio Grande do Norte, no dia 17 de dezembro de 1956.
Conhecido apenas por Gilliard, ele é cantor e compositor. Fez muito sucesso nos anos 80 com canções como "Aquela Nuvem" e "Festa dos Insetos" e "Pouco a Pouco".
Era presença constante nos programas de Bolinha, Silvio Santos, Chacrinha e Flávio Cavalcanti.
Em 1982, o cantor atingiu a incrível marca de 1 milhão de cópias vendidas. Sucesso dos anos 80, quando arrancava suspiros e gritinhos da mulherada com suas baladas românticas no “Cassino do Chacrinha” (de volta no canal Viva), Gilliard completa 30 anos de carreira com dois presentes para os fãs: “Estou lançando um CD com clássicos da MPB (O 23º disco), e finalizando um documentário sobre minha vida”, conta o cantor e compositor, fazendo questão de frisar que nunca abandonou a carreira artística.
Fonte:http://extra.globo.com
Org. e Pesq.: Antonio Basrboza

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Registro


    Túlio Maravilha
    De volta ao clube que o consagrou, Túlio Maravilha foi apresentado pelo Botafogo em grande festa no salão nobre de General Severiano na manhã desta segunda-feira. Cerca de 100 torcedores, escolhidos pelo Alvinegro em promoção, receberam com euforia o atacante, que aos 43 anos retonou para disputar uma série de amistosos rumo ao milésimo gol. Faltam sete para atingir a marca, mas o camisa 7 campeão brasleiro em 1995 mantém a humildade e não se coloca em disputa por vaga no time que joga o Brasileirão.
- Nosso projeto está bem claro, estou me preparando para partidas amistosas, sem caráter oficial. Tenho certeza de que o Botafogo vai dar a volta por cima, buscar uma vaga na Libertadores. O que posso contruibir é com meu astral para cima, minha positividade - comentou o atacante, que já vestiu a camisa do Glorioso de 1994 a 1996, em 1998 e 2000.
O evento na sede foi pautado pelas artilharias e gols que consagraram Túlio. Muitos deles, inclusive, foram transmitidos em telões, para delírio dos torcedores. Após a exibição do vídeo, o ídolo entrou no salão nobre e contagiou de vez o ambiente ao demonstrar a famosa irreverência de sempre e falar da contagem pelo milésimo.
- Desde o meu DNA, desde a barriga da minha mãe, eu já vim com esse propósito do milésimo gol. Os numeros falam por si só. O Botafogo adotou essa contagem e para mim, isso vale muito - destacou.
Túlio acertou verbalmente a volta ao Botafogo em janeiro deste ano e o departamento de marketing alvinegro ficou responsável por trabalhar o programa do milésimo gol. O resultado foi o projeto "Túlio a 1000 - Sete gols de solidaridade", que levará o ídolo para jogos beneficentes ao redor do Brasil com um time sub-23 exclusivo, montado para atuar com o artilheiro. A reestreia do goleador será em 15 de setembro, na cidade mineira de Juiz de Fora, contra o Tupi (MG).
Ao longo desta semana, Túlio passará por bateria de exames médicos e testes físicos. A expectativa é que o camisa 7 treine pelo Botafogo a partir da próxima semana, com o elenco de juniores.
Org. e Pesq.: Antonio Barboza

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Você Sabia?




A banana é um fruto da bananeira, uma plana herbácea, não é uma arvore, apesar do seu tamanho, é da família ( Musa Sapientum). As bananas constituem o quarto alimento mais produzido no mundo, perdendo apenas para o arroz, milho e o trigo. Existem variedades de bananas cultivadas em todo o planeta terra. Mais de 130 países, sendo originárias do sudeste da Ásia, atualmente cultivada praticamente em todas as regiões tropicais. Hoje o Equador, Costa Rica, Colômbia, Brasil e as Filipinas, são ao principais produtores de banana. A banana tem um grande auge para exportação, sendo a União Europeia e os Estados Unidos as principais potencias importadoras.
Qualidades alimentares e virtudes terapêuticas:
- O interesse nutritivo da banana é muitas vezes subestimado. Uma mistura muito complexa a cerca de 350 compostos voláteis (produtos químicos) está na origem do aroma principalmente o da banana.
- A banana é um fruto rico em carbono que se transformam à medida que amadurece. Primeiro sob forma de amido (29%) pouco digerível, convertem-se progressivamente em frutose, glucose e sacarose sendo rapidamente assimiláveis. A banana é um alimento energético à base de glucídios (substâncias hidrocarbonadas) com um índice glucídico médio (62) complementado por diversos minerias e oligo-elementos.
- A banana contém flúor (F). È rica em potássio (K): uma banana por dia assegura as necessidades de potássio e de magnésio (Mg). É Indicada principalmente para quem faz esportes e academia.
- O consumo de uma banana permite cobrir (40%) das necessidades diária de manganês (Mn). Devido a esta riqueza de manganês, a banana previne o envelhecimento e as doenças cardiovasculares.
- É uma excelente fonte de vitaminas B2 (riboflavina) B6 (piridoxina) B9 (ácido fólico). Ainda contém pectinas (anticancerígenas do cólon). Com seu teor em vitamina C confere-lhe em certo poder anti radicais livres.
- A banana quando madura serve como laxativa. Mas quando verde tem o efeito contrário.
- Os seus sais minerais são um bom fortificante dos ossos e também do sistema nervoso. Além disso é nutritiva, tónica e mesmo afrodisíaca.
- É indicada aos artríticos. É amiga do estômago hiper-sensíveis. Pois tem um efeito antiácido e uma ação protectora da mucosa gástrica.
- É benéfica para o metabolismo e boa assimilação proteica.
- A banana representa uma fonte alimentar importante para mais 400 milhões dos habitantes nos países tropicais.
Estados e problemas de saúde que a banana pode beneficiar:
-
Fragilidade da mucosa estomacal (acidez).
- Úlceras do estômago, colite.
- Raquitismo.
- Hipertensão.
- Trombose coronária.
- Diarreia dos bebés.
- Arteriosclerose (muito bom para a prevenção).
- Insuficiência renal.
- Hemorragia hemorroidal.
- Coagulação anormal do sangue.
- Para o sistema nervoso (principalmente para as mulheres e das crianças).
- Reumatismo, Gota, Ureia e Artritismo.
_ Mas atenção: a banana pode aumentar o muco. Então evitar comer crua as pessoas que sofrem de hepatite, dispepsia (dor ou um mal-estar na parte alta do abdómen) e icterícia (doenças do fígado, doenças das vias biliares).
- A banana rica em hidratos e carbono não é recomendada para aos diabéticos.
Dicas de como usar a banana para a nossa saúde:
Cãibras: comer 2 bananas por dia.
Depressão: no café da manha inclui 1 banana, durante 7 dias.
Pneumonia e doenças do pulmão: descascar 3 bananas maduras, colocar na forma, acrescentar 4 colheres de mel e levar ao forno por 30 minutos, o importante comer ainda morno.
Anemia: fazer refeições exclusivas de banana tanto crua ou assada 4 vezes por semana.
Asma: seiva da bananeira. Cortar a bananeira e aparar com um copo da seiva que escorre. Ferver e adoçar com mel. Beber quando estiver fria, 3 colheres 4 vezes ao dia.
Diarreia: cozinhar 2 banana verdes num litro de água, tomar 1 xícara de 3 em 3 horas. Fazer refeições sempre com banana pelo menos 3 vezes por semana.
Fonte: www.frutasnobrasil.com

Org. e Pesq.: Antonio Barboza

quinta-feira, 23 de agosto de 2012

História Francesa


O Palácio de Versalhes
Principais características do monumento
O Palácio de Versalhes é uma construção imponente e luxuosa situada na cidade de Versalhes (subúrbio de Paris - França). O palácio começou ser construído nas primeiras décadas do século XVII. Em 1664, durante o governo de Luis XIV, foi finalizado.
   LUIS XIV (1643-1715
 Foi utilizado como centro do poder real francês durante o absolutismo.  Representava o grande poder econômico e político da realeza francesa nos séculos XVII e XVIII.
Possui 700 quartos, 2 mil janelas e mais de 1000 lareiras. O parque que envolve o palácio têm, aproximadamente, 700 hectares.Principais espaços do Palácio de Versalhes: Grand Appartement du Roi, Grand Appartement de la Reine, Appartement du Roi, Le petit appartement du Roi, Le petit appartement de la Reine, Appartements du Dauphin et de la Dauphine, Galerie des Glaces e Capelas.
Internamente é muito luxuoso, Possui obras de arte, detalhes em ouro no teto e paredes, lustres de cristal e pisos de mármore.
Foi transformado em museu no ano de 1837.
É considerado um dos maiores palácios do mundo.
É considerado Patrimônio Mundial da Unesco.
É um dos pontos turísticos mais visitados da Europa. 
Fonte:  Suapesqisa.com
Org. e Pesq.: Antonio Barboza

terça-feira, 21 de agosto de 2012

História

CAFÉ

          O café  é uma das bebidas mais consumidas no mundo todo. Só no Brasil foram consumidas mais de 17 milhões de sacas de café em 2007. Mas nem sempre foi assim. No início, até o ano 1.000 d.C., o café, originário da Etiópia, era usado somente para alimentar os rebanhos durante as longas viagens. Como um estimulante. Conta uma lenda que um dia um pastor da Absínia (atual Etiópia), chamado Kaldi, resolveu levar até um monge conhecido seu, o fruto de uma planta que, segundo ele, deixava o rebanho alegre e disposto quando a ingeriam. O monge intrigado resolveu experimentar uma infusão daqueles frutos amarelo-avermelhados e percebeu que realmente a infusão dos frutos lhe ajudava a ficar mais tempo acordado durante suas meditações. A partir daí o fruto começou a ser utilizado como alimento cru e estimulante, mas ainda demoraria um pouco até que seu uso se disseminasse. Ninguém sabe se essa lenda é verdadeira, mas o fato é que o café começou a ser cultivado pela primeira vez em monastérios islâmicos no Yêmen, Península Arábica. Dali ele foi levado até Constantinopla pelo Império Otomano, local onde foi fundada a primeira cafeteria do mundo, chamada de Kiva Han.
No século XIV, quando chegou ao continente europeu, o café era chamado de “vinho da Arábia” pois os árabes lhe chamavam de qahwa, que em sua língua significa “vinho”. Mas o “café torrado como consumimos hoje, só surgiu no século XVI. Não foi difícil a difusão do café no mundo árabe. Uma vez que sua religião não permite o consumo de bebidas alcoólicas, o café passou a ser consumido até mesmo nos cultos religiosos. Desta forma, foram surgindo locais especializados em servir a bebida, principalmente na cidade de Meca, onde logo foram surgindo inúmeras Kaveh Kanes, as primeiras cafeterias. Até o século XVIII o café era considerado uma preciosidade pelos árabes que sabiam de seu potencial e eram os únicos que cultivavam a planta e dominavam a produção da bebida.  Mesmo assim, o comércio da bebida ou dos grãos chegou à Europa levada pelos vienenses que fundaram a Botteghe del Caffé, principal responsável pela popularização do hábito de torrar e moer o café. Foram os vienenses também, que inventaram o costume de beber o café coado, adoçado e com leite. O famoso café vienense. Mas, foram os holandeses os primeiros a levar a planta até a Europa e a conseguir cultivar as primeiras mudas, vindas de Mokha na Península Arábica, no jardim botânico de Amsterdã. Foram os holandeses, também que levaram o café para a América do Norte, para a chamada Nova Amsterdã (atual Nova York) e para a Filadélfia. A partir de então, o café se alastrou para o resto do mundo. Primeiro para as colônias holandesas em Java, depois, para Sumatra, e as ilhas francesas de Sandwich e Bourbon, até chegar ao Brasil que se tornaria o maio produtor mundial de café e o segundo maior consumidor.
 Fonte:www.infoescola.com 
Org. e Pesq.: Antonio barboza